Home / Politica / Votar PSD nos Açores é “dar força a Passos Coelho”, afirma Berta Cabral
Votar PSD nos Açores é “dar força a Passos Coelho”, afirma Berta Cabral

Votar PSD nos Açores é “dar força a Passos Coelho”, afirma Berta Cabral

A cabeça-de-lista do PSD/Açores à Assembleia da República afirmou sábado que os eleitores açorianos que pretendam “dar força a Passos Coelho” devem votar PSD, alegando que o voto noutros partidos “é votar António Costa”.

“Nos Açores temos que dar força ao PSD para darmos força a Passos Coelho. Só assim poderemos continuar a ter o nosso primeiro-ministro a conduzir Portugal e a consolidar o crescimento económico, para que possamos ter mais riqueza, emprego e estabilidade”, afirmou Berta Cabral, durante um comício em Santa Cruz da Graciosa.

Para a candidata social-democrata, nas eleições legislativas nacionais de 4 de outubro está em causa a escolha do primeiro-ministro de Portugal, sendo a escolha “muito simples” para os eleitores açorianos.

“[Nas próximas eleições] a escolha é muito simples. É uma escolha entre António Costa, que significa o passado e a falência do país, ou Passos Coelho, que permite que Portugal continue a andar para a frente”, disse.

Berta Cabral salientou que o voto no PSD e em Passos Coelho representa “um caminho de credibilidade, responsabilidade, mais crescimento económico e criação de emprego”, enquanto que António Costa tem mostrado “ser uma desilusão, até para os próprios socialistas”.

A cabeça-de-lista do PSD/Açores alertou ainda para os “perigos” de haver uma maioria de esquerda, tendo lembrado que o Partido Socialista de António Costa “já se mostrou disponível para fazer entendimentos com o PCP e o Bloco de Esquerda”.

“Mas alguém compreende que se façam entendimentos para o governo com partidos que são contra a Europa e contra o Euro? Portugal é um país que não troca a sua identidade europeia por esquerdismos e radicalismos”, questionou.

Berta Cabral acrescentou que nas eleições de 4 de outubro está igualmente em causa o futuro da Região, alegando que “quando o país está bem os Açores estão bem”.

A candidata social-democrata aproveitou ainda a ocasião para garantir que os futuros deputados do PSD/Açores na Assembleia da República farão tudo o que estiver ao seu alcance para defender a Graciosa, uma ilha que, referiu, “cheia de potencialidades, mas que tem sido votada ao isolamento pelo governo regional”.

“A Graciosa tem sido abandonada pelo governo regional socialista, nomeadamente na política de transporte aéreo. Todas as ilhas tiveram um crescimento muito significativo na área do turismo com exceção da Graciosa, devido a uma política errada de transporte aéreo para a ilha”, frisou.

Berta Cabral defendeu que o governo regional tem de garantir uma mobilidade interna semelhante à melhoria verificada nas ligações aéreas entre os Açores e o exterior.

Segundo a cabeça-de-lista do PSD/Açores, o governo da República “já fez a sua parte” ao reduzir o preço das passagens aéreas entre a Região e o continente, faltando agora que o governo regional leve a cabo uma redução de preços idêntica nas ligações inter-ilhas.

 

GI PSD Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top