A Música e o Mundo – Encontros Sonoros Atlânticos – De 21 de agosto a 18 de setembro

A 21 agosto estreia o ciclo A Música e o Mundo – Encontros Sonoros Atlânticos que, até 18 de setembro, apresenta cinco concertos em Portugal Continental e nos Açores, com três obras em estreia absoluta.
Com programação pelo compositor Vasco Mendonça e promovido pela Francisco de Lacerda – a Música e o Mundo, Associação Cultural, o ciclo principia em Lisboa e percorre as ilhas de São Jorge, Terceira e São Miguel.

O ciclo a Música e o Mundo – Encontros Sonoros Atlânticos constitui-se como uma série de recitais em que obra do compositor, musicólogo e maestro açoriano Francisco de Lacerda (1869 – 1934) é o estímulo para a criação de novas peças musicais, intimamente relacionadas com os locais em que se apresentam.

O percurso pelo Atlântico mapeado pelo ciclo a Música e o Mundo – Encontros Sonoros Atlânticos tem início a 21 de agosto, no Castelo de São Jorge, em Lisboa, com o grupo Drumming GP e o contratenor Rodrigo Ferreira. O programa apresenta obras de Philip Glass e duas estreias mundiais, dos compositores Vasco Mendonça e Ângela da Ponte.

A 7 de setembro, na Fajã da Fragueira, na Ilha de São Jorge, o músico João Barradas apresenta obras de Johann Sebastian Bach, Astor Piazzolla e Keith Jarrett.
No local em que se localizou a casa de Francisco de Lacerda vai ser ainda possível escutar a transcrição para acordeão da Canção Triste, da autoria de João Barradas. Esta é a primeira audição mundial desta transcrição da Canção Triste, um original de Francisco de Lacerda, nascido em São Jorge e com uma notável carreira internacional.

A 10 de setembro, o terceiro concerto do ciclo a Música e o Mundo – Encontros Sonoros Atlânticos acontece na Ermida de S. António da Grota, no parque Monte Brasil, na ilha Terceira, onde a pianista Joana Gama interpreta ao ar livre obras de Hans Otte.

A ilha de São Miguel e o Arquipélago Centro de Artes Contemporâneas, na Ribeira Grande, acolhem o concerto de 15 de setembro, em que a soprano Inês Simões e o pianista Daniel Godinho percorrem obras de Richard Wagner, Francisco de Lacerda e António Chagas Rosa.

O ciclo a Música e o Mundo – Encontros Sonoros Atlânticos encerra-se em São Miguel, a 18 de setembro, em Ponta Delgada. Na Igreja do Colégio dos Jesuítas – Museu Carlos Machado, a soprano Sandra Medeiros e o pianista Francisco Sassetti apresentam obras de Francisco de Lacerda, Freitas Branco e Vianna da Motta.

A cerca da “Francisco de Lacerda – A Música e o Mundo, Associação Cultural”

Fundada em 2019 na Fajã da Fragueira, na ilha de São Jorge nos Açores, estimulada pelo percurso de vida do compositor Francisco de Lacerda e a sua atividade profissional na música até aos dias de hoje.
Definiu como objetivos da sua atividade, promover a preservação do património cultural dos Açores, a sua história, a educação pela arte através da música e o meio ambiente, a investigação nos legados culturais de personalidades ligadas à música, às artes performativas, às artes plásticas e literatura, além de conceber e realizar eventos culturais e espetáculos, estimulando a criação artística entre gerações de forma a criar conteúdos editoriais discográficos, literários e formatos audiovisuais.

Francisco de Lacerda

Férias na Bretanha | espólio de Francisco de Lacerda, Museu Nacional de Angra do Heroísmo

Francisco de Lacerda – A Música e o Mundo, Associação Cultural/RL Açores

Deixe uma resposta