Assinado contrato referente a requalificação e ampliação de aerogare na ilha Graciosa

A Secretaria Regional dos Transportes, Turismo e Energia informa que, no dia 12 de agosto, foi assinado pela SATA – Gestão de Aeródromos o contrato referente à requalificação e ampliação da aerogare do aeródromo da ilha Graciosa, no valor de 6.164.447,80 euros.

Esta empreitada visa dimensionar a aerogare do aeródromo da Ilha Graciosa para a utilização simultânea de 120 passageiros, correspondentes a 75% da lotação máxima de dois DASH Q400, que estará a cargo da TREPA, Construção Civil Lda., com um prazo de execução de 20 meses.

Segundo a Secretaria Regional dos Transportes, Turismo e Energia, a obra será executada numa fase única, mas com a programação intrínseca à garantia do normal funcionamento do aeródromo e instalações conexas, ressalvando-se, em particular, que a demolição da atual aerogare só ocorrerá após a conclusão e funcionamento incondicional da nova aerogare.

O projeto irá abranger a construção de um novo edifício destinado a aerogare, com a área bruta de construção de 2.485 m2 em piso térreo, sendo subdividida pelo lado terra, onde se encontra o átrio público (que integra as zonas de estar/espera, balcões de check-in, bar, espaços comerciais, instalações sanitárias, receção e controlo de carga importada e para exportação, etc) e o lado ar (que integra a sala de embarque com instalações sanitárias, sala de recolha de bagagem, lounge de passageiros frequentes, armazenamento e tratamento de carga, incluindo câmara frigorifica, entre outros).

Posteriormente, ocorrerá a remodelação do parque de estacionamento existente e a demolição da aerogare existente.

Quanto às restantes obras, destacam-se os acessos exteriores e o parque de estacionamento a remodelar, para adaptação à nova implantação da aerogare, englobando uma área de intervenção com 12.120 m2.

De referir que este investimento no aeródromo da Ilha Graciosa enquadra-se nas iniciativas de valorização e aprimoramento operacional dos aeroportos de gestão regional, previstas no Programa do Governo, como elementos fundamentais para a coesão económica e social da Região.

GRA/RL Açores

Deixe uma resposta