Atual modelo de transporte marítimo tem latitude suficiente para acomodar eventuais alterações que se afigurem necessárias, afirma Isabel Rodrigues 

A Secretária Regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares afirmou, na Horta, que o atual modelo de transporte marítimo de mercadorias, por ser abrangente e pela forma como está concebido, “tem latitude suficiente para acomodar eventuais alterações que se afigurem necessárias”.

Isabel Rodrigues, que falava na Assembleia Legislativa, salientou que a avaliação do modelo é um exercício que o Governo dos Açores faz em permanência.

“Sempre que sejam identificadas necessidades de introduzir aperfeiçoamentos e melhorias, que o modelo tem capacidade para acomodar, o Governo cá está, porque o Governo está aqui para servir cada vez melhor os Açorianos, de Santa Maria ao Corvo”, frisou.

Para a Secretária Regional, “este é um modelo que serve bem a Região”.

“É um modelo abrangente e que consagra um conjunto de princípios que são essenciais e dos quais o Governo dos Açores não pretende abdicar”, acrescentou Isabel Rodrigues.

Esses princípios são, designadamente, “ a continuidade do serviço, a igualdade do custo, o conjunto de obrigações que estão consagradas e que asseguram um tratamento igual para todas as nove ilhas, independentemente da dimensão demográfica e económica e da localização geográfica de cada uma delas”, afirmou a Secretária Regional.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta