Duarte Freitas quer “dimensão económica” no relacionamento com a diáspora

O presidente do PSD/Açores afirmou hoje que pretende incutir uma “dimensão económica” no relacionamento com a diáspora, de modo a atrair investidores das comunidades emigrantes açorianas.

“Esta reunião com teve a ver com a dimensão económica que, como presidente do governo, quero incutir no relacionamento com a diáspora”, afirmou Duarte Freitas, após uma reunião com a Associação dos Emigrantes Açorianos.

O líder dos social-democratas açorianos salientou que, “além da componente cultural e histórica do relacionamento que temos com a diáspora, queremos implementar no futuro esta componente e dimensão económica”.

“Esta dimensão económica trará vantagens para os Açores, com a captação de investimento externo, e a Região precisa muito desse investimento. Mas terá também vantagens para quem vive na nossa diáspora, porque os Açores têm muito potencial em termos comerciais e são uma porta de entrada para a União Europeia”, disse.

Duarte Freitas anunciou que tenciona promover o desenvolvimento de núcleos empresariais junto das comunidades emigrantes e implementar medidas que assegurem a “desburocratização e facilitação” do investimento externo nos Açores.

“Esta vertente económica pode ser extraordinariamente importante para a captação de investimento externo e para as nossas exportações, com benefícios mútuos, quer para os açorianos que vivem nas nossas ilhas, quer para os açorianos que vicem na diáspora e que já têm algum trabalho desenvolvido na área económica e comercial”, frisou.

O candidato do PSD/Açores a presidente do governo reafirmou ainda a sua intenção de integrar a direção regional das Comunidades na pasta da Economia, garantindo que, “para além da componente histórica e cultural no relacionamento com a diáspora, se possa implementar uma dimensão económica”.

“Trata-se de um relacionamento próximo em que queremos aproveitar sinergias entre a diáspora e os Açores, captando investimento dos nossos emigrantes, desde logo para a Região, e criando também oportunidades para que os produtos açorianos possam exportados para os Estados Unidos e Canadá”, afirmou.

GI PSD Açores/RL Açores

Deixe uma resposta