Governo confiante que SATA vencerá desafios com que está confrontada, afirma Vasco Cordeiro

O Presidente do Governo dos Açores garantiu esta quinta-feira que o Executivo Regional “está, sem sombra de dúvida, ao lado da SATA” no sentido de permitir que o grupo açoriano de transporte aéreo possa vencer os desafios que derivam do novo modelo de acessibilidades aéreas à Região.

“Definidas estas novas regras do modelo de acessibilidades aéreas à Região, o Governo dos Açores está, sem qualquer sombra de dúvida, ao lado do Grupo SATA no sentido de contribuir para que possa vencer estes desafios com que está confrontado e que derivam deste novo ambiente em que se move”, afirmou Vasco Cordeiro aos jornalistas.

Vasco Cordeiro, que falava após ter recebido o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) e o Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA), salientou que a capacidade da SATA em vencer estes desafios não depende apenas do Governo, mas “também de um conjunto variadíssimo de protagonistas e de intervenientes”, acrescentando que o Executivo Regional acredita que a companhia aérea tem as condições para fazer este percurso com sucesso.

O Presidente do Governo afirmou, ainda, que a Região dispõe atualmente de um modelo de acessibilidades que “serve melhor os Açorianos e os Açores”, do ponto de vista da economia e do turismo, conforme é comprovado pelos indicadores recentes.

“Se tomarmos como referência o período até 31 de agosto, são mais cerca 40 mil passageiros em relação a 2014 que foram transportados entre as ilhas, representando maior mobilidade, o que, desse ponto de vista, tem um impacto significativo na nossa economia”, frisou.

Vasco Cordeiro recordou, ainda, que o Grupo SATA tem um Plano Estratégico aprovado, que vigora até 2020 e que, sem prejuízo de ser adaptado à evolução que se verifique, norteia a sua ação nos próximos anos.

Além disso, tem um Conselho de Administração que tem a responsabilidade de gerir a companhia, a quem serão transmitidas as questões de maior detalhe e pormenor que foram referidas pelos sindicatos no encontro de hoje, afirmou o Presidente do Governo.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta