GP TRIANGULO vai para a estrada com quase meia centena de atletas

É já este sábado que o Grande Prémio do TRIANGULO vai para a estrada com quase meia centena de atletas das várias Ilhas dos Açores e do Continente.

Segundo a organização, serão três dias de ciclismo de estrada nas três Ilhas do Triangulo, São Jorge, Pico e faial, disfrutando de belas paisagens percorrendo os 210 km da prova.

O Grande Prémio do TRIANGULO 2024 é uma organização da Delegação do Faial da Associação de Ciclismo dos Açores, de acordo com os regulamentos da Federação Portuguesa de Ciclismo.

De acordo com o regulamento da UVP-FPC, a prova é aberta a equipas mistas, sendo o número de corredores por equipa limitado a um mínimo de 3 atletas e um máximo de 10. As Equipas que não tenham corredores suficientes para participar, podem formar equipas mistas, tendo a equipa a denominação das suas equipas de origem desde que as mesmas não participem na prova.

No dia 8 de Junho a etapa fará a ligação entre as Velas e o Topo na Ilha de São Jorge, numa extensão de 46.9kms.

No dia 9 de Junho uma etapa de 102 kms com partida nas Lajes do Pico, e chegada no mesmo local, volta a ilha pela estrada regional, passando pela Madalena, São Roque e Piedade, terminando novamente nas Lajes do Pico.

No último dia, uma etapa de 62.2 kms que ligará a Zona Industrial na Cidade da Horta ao cimo da Caldeira, fazendo a volta a Ilha pelo lado sul e terminando no cimo da Caldeira.

Cada etapa em linha terá 2 Metas Volantes para a atribuição de pontos para o prémio da regularidade.

A montanha irá marcar presença em todas as etapas em linha, em particular na última etapa. Na etapa 1 vão existir 2 prémios de montanha, uma 3a categoria e uma de 2a categoria. A Etapa 2 será a mais longa e rolante, ainda assim terá também duas contagens de montanha uma de 3a categoria e uma de 2a categoria. A última etapa terá 3 prémios de montanha, dois dos quais de 3a categoria, e um de 1a categoria, este último coincide com a linha de meta (Caldeira), uma subida de 12 kms mas com uma pendente médio de 5,9%.

RL/ ACA

Deixe um comentário