O queijo vai estar no centro da mesa no quarto Workshop da Associação para a valorização Económica dos Açores

A Associação para a Valorização Económica dos Açores (AVEA), por via da Escola de Formação Turística dos Açores (EFTA), organiza, nos próximos dias 14 e 15 de dezembro, um workshop centrado em torno do Queijo, com destaque para este produto com certificação local, um dos ex-líbris da gastronomia açoriana e dos melhores do País.

Este será o quarto e último de um ciclo de workshops projetados pela AVEA, através dos quais se pretende promover a troca de experiências entre a economia local, estudantes e formadores convidados, permitindo a partilha de conhecimento e técnicas que permitam aprofundar a abordagem dos intervenientes locais ao produto Queijo (o Vinho, o Peixe e a Carne foram as estrelas dos anteriores momentos). Produz-se queijo nos Açores há mais de 500 anos, desde a chegada dos primeiros colonizadores flamengos, e numa altura em que, por exemplo, se discute a entrada do Queijo de São Jorge a Património Imaterial Mundial da UNESCO, importa conhecer melhor este produto, tão central na gastronomia e cultura local, bem como a enorme variedade de queijos (e sabores) produzidos em todas as ilhas do arquipélago.

Esta iniciativa acontece no âmbito do Projeto SABOREA, co-financiado pelo Programa INTERREG MAC 2014-2020 – Madeira Açores Canárias que envolve diversos parceiros dos Açores, Madeira, Canárias e de Cabo Verde, Senegal e Mauritânia, tendo como chefe-de-fila o Cabildo Insular de Lanzarote.

Neste workshop, estarão presentes o chef Julien Montbabut (Estrela  Michelin no Le Monument, Porto), o chefe de sala Acácio Oliveira (chefe de bar no Grand Hotel Açores Atlântico), que vai falar sobre a valorização do Queijo e o seu serviço e apresentação em sala, e o Professor José Matos, Veterinário e membro da Confraria do Queijo São Jorge, também reconhecido pelo seu conhecimento do ciclo do leite e queijo na região, desde a produção até às curas e posterior valorização.

Esta formação terá como público-alvo principal os alunos da EFTA, bem como a restauração regional, de forma mais alargada.

Este ciclo de formações teve como objetivo central a partilha de conhecimento e técnicas, que permitam capacitar os intervenientes locais da restauração. Acreditamos que, ao promover a troca de experiências entre a restauração local e profissionais de referência, estamos de facto a investir na capacitação dos recursos locais, promovendo ao mesmo tempo os produtos mais icónicos dos Açores. As ilhas são propícias à produção de queijos de enorme qualidade e complexidade, de sabor inigualável, seguindo métodos ancestrais. Queremos aqui dignificar o queijo açoriano, mas acima de tudo promovê-lo. É esse o património que queremos celebrar neste último workshop, que encerra um ciclo extremamente rico, onde tocámos vários produtos emblemáticos do arquipélago”, refere Eládio Braga, Presidente da Direção da Associação para a Valorização Económica dos Açores.

Esta iniciativa tem como ponto alto um jantar, na sexta-feira, dia 15 de dezembro, às 19:30, momento que vai consolidar todos os ensinamentos partilhados ao longo dos dois dias. O menu com natural foco no Queijo, será criado pelo chef Julien Montbabut, com a colaboração próxima dos alunos da EFTA, e com a harmonização de vinho e queijos a ser assegurada também pelo chefe de sala Acácio Oliveira.

AVEA/RL