Ordem dos Enfermeiros termina a sua participação na “Operação Periferia” com avaliação muito positiva de todo o processo

Terminada a segunda fase da vacinação em massa das ilhas sem hospital da região e numa altura em que cada vez mais se nota a importância para a necessidade de se aumentar a percentagem de população vacinada no sentido de se atingir a imunidade de grupo contra a COVID-19, o Presidente do Conselho Diretivo Regional da Secção Regional dos Açores da Ordem dos Enfermeiros, Enfermeiro Pedro Soares, faz um balanço claramente positivo da “Operação Periferia” que agora termina, destacando mais uma vez aqueles que considera terem sido, até agora, os elementos fundamentais para o seu sucesso.

Finalizada que está a operação, o Enfermeiro Pedro Soares explica que “esta missão no seu conjunto, relativamente à vacinação nas ilhas sem hospital revelou-se extremamente positiva, com um bom feedback no terreno por parte da população, em especial pela organização dos processos pelas diversas Unidade de Saúde de cada ilha e pela segurança que sentiam e transmitiam verbalmente ao receberem as vacinas.

Da parte da Ordem dos Enfermeiros, participámos em todas as ilhas ativamente, com equipas dedicadas que desenvolveram o seu trabalho nas diversas áreas, apoiando assim as equipas das diferentes Unidades de Saúde Ilha, assim como a equipa de militares na primeira fase, sempre com o sentido de facilitar o trabalho.”

Para o Presidente da Ordem dos Enfermeiros nos Açores, o balanço é muito positivo, tendo em conta toda a dinâmica que cada Unidade de Saúde Ilha teve de criar, nomeadamente uma adaptação de espaços, uma alocação de recursos humanos e todo o processo de agendamento junto da população. “Fica assim o registo da inoculação de mais de 14 mil vacinas num tempo que podemos considerar record tendo em conta os recursos das ilhas envolvidas, mas num processo claramente positivo, em especial o trabalho realizado mais uma vez pelos Enfermeiros Açorianos”, refere Pedro Soares.

“A Ordem dos Enfermeiros participou ativamente neste processo com uma equipa de 15 Enfermeiros, alguns recrutados da bolsa que criámos, com o apoio do Governo Regional na pessoa do Senhor Secretário Regional da Saúde e Desporto e numa colaboração próxima com as equipas de Enfermagem das diferentes unidades, sendo justo referir e parabenizar estas mesmas equipas, são elas as responsáveis pelo sucesso de toda a operação, junto com os restantes profissionais de saúde de cada unidade”, acrescenta Pedro Soares.

 

 

Ordem dos Enfermeiros/RL Açores

Deixe uma resposta