Presidente do Governo dos Açores defende “congregação de vontades” para vencer desafios do Turismo

O Presidente do Governo visitou hoje o Pavilhão dos Açores na BTL – Feira Internacional de Turismo de Lisboa, onde defendeu a continuação da união de esforços entre entidades públicas e empresários privados com vista a vencer os desafios deste setor.

“É preciso termos consciência que não podemos resumir todos os desafios do Turismo dos Açores apenas à questão do transporte aéreo. Ainda temos desafios ao nível da qualidade, da qualificação de recursos, da diversificação e qualificação do produto e de notoriedade em alguns mercados, que são muito importantes para a rentabilidade e para a sustentabilidade deste setor”, afirmou Vasco Cordeiro.

Após ter visitado todo o Pavilhão dos Açores, região nacional convidada da edição deste ano da BTL, e contactado com os empresários presentes no certame, o Presidente do Governo salientou que a melhor forma para vencer estes desafios passa por um grande esforço de união e de congregação de vontades entre as entidades públicas e privadas.

“Os nossos empresários têm dado provas desta capacidade de, constantemente, quererem melhorar o que fazem, apostando na qualidade e na qualificação dos seus produtos”, afirmou.

Em declarações aos jornalistas, Vasco Cordeiro recordou ainda que o Turismo dos Açores cresceu, em 2013, mais de 10 por cento, uma evolução significativa mas que ainda não permitiu que o setor igualasse os números do melhor ano de sempre na Região.

Para o Presidente do Governo, este crescimento permite antever que “estamos numa nova fase do Turismo nos Açores”, apontando dados relevantes para essa leitura, como, por exemplo, a diversificação dos mercados com a consequente redução da excessiva dependência do mercado nacional.

O Governo dos Açores, frisou, espera também que a melhoria da situação económica e financeira do país se possa traduzir, também a esse nível, numa maior aptidão dos turistas nacionais para viajar.

Vasco Cordeiro considerou excelente o Pavilhão dos Açores na BTL, com uma área de 720 metros quadrados, salientando que interpreta bem um dos temas do certame – a sustentabilidade – e faz uso de materiais dos Açores, como a criptoméria e o basalto.

Gacs

Deixe uma resposta