Protocolo com AHRESP potencia valor turístico da gastronomia regional, afirma Vítor Fraga 

O Secretário Regional do Turismo e Transportes afirmou hoje, em Lisboa, que a assinatura de um protocolo entre o Governo dos Açores e a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) cria condições para que a gastronomia e a enologia locais se afirmem como verdadeiros produtos turísticos regionais.

O protocolo, assinado no stand dos Açores na BTL-Feira Internacional de Turismo, tem como objetivo principal o estabelecimento de um programa de promoção do património gastronómico e enológico dos Açores.

A iniciativa, através de auditorias de avaliação, seguidas por workshops e formação, culminará com o reconhecimento das boas práticas implementadas por restaurantes, tendo como objetivo abranger duas centenas destas unidades em toda a Região.

Vítor Fraga destacou a importância da qualificação e valorização da oferta, salientando que esta iniciativa “insere-se claramente nos objetivos estratégicos do Governo dos Açores para o setor do turismo”.

“Aquilo que pretendemos é incrementar os níveis de qualidade, tendo o seu reconhecimento associado a uma marca que é hoje conhecida no mercado nacional por todos, que é a marca Seleção Gastronomia e Vinhos”, afirmou, acrescentando que se pretende que esta funcione em sintonia com a Marca Açores.

“Teremos assim, claramente, duas marcas com um papel complementar, numa perspetiva de valorização mútua, a que se junta a mais-valia para os estabelecimentos aderentes”, frisou o Secretário Regional.

Vítor Fraga revelou que os grandes objetivos deste trabalho passam pela qualificação da gastronomia da Região e pela sua promoção como elemento diferenciador da oferta turística, transformando-a efetivamente num verdadeiro produto turístico, estratégico e competitivo, transversal a todas as ilhas do arquipélago.

“Temos uma oferta gastronómica baseada nas nossas tradições, diferenciada e rica, que urge potenciar como um verdadeiro produto turístico, que seja extensivo a todas as nossas ilhas”, afirmou o Secretário Regional, salientando que outro dos objetivos é o incentivo ao consumo de produtos regionais, tradicionais e qualificados, bem como a promoção dos vinhos certificados dos Açores.

“No fundo, pretende-se a promoção das nossas empresas do setor da hotelaria e restauração, introduzindo-as na rede Seleção Gastronomia e Vinhos”, resumiu.

Na sua intervenção, Vítor Fraga destacou a importância que o turismo tem como força indutora de desenvolvimento de outros setores de atividade.

“Na restauração, está bem patente essa importância, nomeadamente junto da indústria agroalimentar. O turismo tem aqui um papel fundamental como indutor de desenvolvimento nesses setores de atividade”, frisou.

O titular da pasta do Turismo realçou ainda a importância da Região apresentar uma imagem de turismo com fatores diferenciadores na concorrência com outros destinos, salientando a importância de evidenciar os variados aspetos em cada uma das ilhas.

“É este efeito de complementaridade entre ilhas que faz com que os Açores sejam um destino turístico verdadeiramente rico e com fortes probabilidades de sucesso, visando a sua sustentabilidade económica, ambiental e social”, afirmou Vítor Fraga.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta