Sérgio Ávila anuncia que já há 473 produtos com o selo da Marca Açores 

O Vice-Presidente do Governo revelou hoje, em Ponta Delgada, que, “no espaço de apenas um ano, 473 produtos já têm o selo da Marca Açores”, acrescentando que 96 empresas se encontram registadas no portal desta marca.

Sérgio Ávila falava na cerimónia de assinatura de um protocolo com a INSCO, através da qual esta empresa vai passar a vender nos seus espaços comerciais mais produtos com o selo da Marca Açores, agora na área das carnes.

“Temos muitos mais produtos e muitas mais empresas que, felizmente, estão a aderir de forma massiva a esta marca, que tem sido, efetivamente, para as nossas empresas, um sinal de distinção, de garantia de qualidade e de valorização dos nossos produtos”, afirmou.

O Vice-Presidente realçou a adesão ao selo da Marca Açores por parte da INSCO, “pela sua capacidade de valorizar produtos numa área essencial para a nossa competitividade económica e para a nossa economia, que é a da carne”, sublinhando a importância de se consumirem produtos açorianos na Região.

“Consumir produtos açorianos é contribuir para o emprego dos Açorianos”, frisou Sérgio Ávila, por contraponto com o que disse ser contribuir para a criação de emprego noutros locais quando se consome produção não açoriana.

Nesse sentido, considerou que, enquanto consumidores, “temos todos um papel fundamental neste esforço de criação de mais emprego”.

Para o Vice-Presidente, “se até há pouco tempo não era possível identificar, de forma precisa e objetiva, os produtos açorianos, agora tal já é possível”, acrescentando que, “quanto maior for a adesão ao consumo de produtos da Marca Açores, maior será a garantia da evolução da nossa produção”.

Na sua intervenção, Sérgio Ávila revelou que o Governo Regional está a preparar o alargamento da adesão ao selo da Marca Açores a grandes superfícies no mercado nacional, “de forma a que possamos criar condições para haver espaços só de produtos açorianos nessas grandes superfícies”.

“Vamos associar a isto uma vasta campanha nos meios de comunicação social nacionais no segundo trimestre deste ano, para que a apetência de consumir produtos açorianos seja reforçada”, adiantou, sublinhando ser esse o caminho que tem de ser seguido.

Numa referência ao papel da INSCO na comercialização de produtos açorianos, Sérgio Ávila salientou o facto de, através desta empresa, terem sido adquiridos, no último ano, 1.900 novilhos, 8.700 suínos e mais de meio milhão de frangos produzidos na Região.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta