Tentativa de boicote do PSD à Comissão de Inquérito do Grupo SATA falhou, considera o PS

“O parecer jurídico externo solicitado pela Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para esclarecer eventuais incompatibilidades entre o exercício de cargos por parte dos deputados socialistas em governos regionais anteriores e a sua participação, no presente, na Comissão de Inquérito ao Grupo SATA, veio demonstrar que as suspeitas levantadas pelo PSD se revelaram infundadas”, pode ler-se num comunicado do PS Açores divulgado esta terça-feira.

Os deputados do Partido Socialista afirmam não conseguir perceber qual a posição que o PSD tem perante aquela comissão. “Se por um lado o PSD foi um dos partidos que despoletou a realização da Comissão de Inquérito à SATA, por outro é incompreensível que esse mesmo partido tenha procurado boicotar esta mesma Comissão de Inquérito”.

O PS lamenta mesmo que o PSD “tenha optado por criar mais um incidente, ao lançar a suspeita de incompatibilidade sobre o Presidente da Comissão por ter ocupado cargos governativos no passado, o que levou à interrupção dos trabalhos”.

Segundo os socialistas açorianos, “quando a Comissão de Inquérito não decorre de acordo com os propósitos que o PSD gostaria, a solução passa por boicotar todo o processo”.

No comunicado, os deputados socialistas recordam que a Comissão de Inquérito ao Grupo SATA já funcionava há dois meses, quando o PSD levantou questões quanto a incompatibilidades, tendo-se perdido mais um mês em todo o processo.

“Ficou assim bem patente que o PSD não está preocupado em apurar toda a verdade dos factos perante os Açorianos, mas que está antes centrado em fazer mossa ao Governo dos Açores. O PSD/Açores mostrou, mais uma vez, que o que pretende é arrastar este género de situações, porque deseja apenas manter um certo clima de suspeição sobre tudo e todos”, considerou o PS Açores, revelando que os deputados do Grupo Parlamentar do PS “não se identificam” com esta postura e também “não compactuam” com a mesma.

GI PS Açores/RL Açores

Deixe uma resposta