Vasco Cordeiro destaca contributo do investimento privado no novo ciclo económico da Região

O Presidente do Governo destacou hoje a importância do investimento privado na consolidação do novo ciclo económico que se vive na Região, apontando o exemplo das cerca de mil candidaturas apresentadas por empresários ao sistema de incentivos Competir+.

“Nesta nova fase que estamos a viver na nossa economia, há uma aposta clara do investimento privado, que aproveita mecanismos e os sistemas de incentivos, como o Competir+, porque existe uma renovada confiança na economia regional, com efeitos na criação de riqueza e de criação de emprego na Região”, afirmou Vasco Cordeiro.

Falando na cerimónia que marcou o arranque da construção do Vip Zenite Hotel, no centro de Angra do Heroísmo, o Presidente do Governo salientou que este Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial já conta com cerca de 1.000 candidaturas, que representam mais de 440 milhões de euros de investimento privado e que permitirão criar mais de 2.100 novos postos de trabalho diretos nos Açores.

Relativamente à Terceira, são já cerca de 220 as candidaturas de investimento privado, que representam perto de 92 milhões de euros de investimento e que preveem criar mais de 525 novos postos de trabalho diretos nesta ilha em diversos setores, adiantou.

No primeiro dia da visita de trabalho do Governo à Terceira, Vasco Cordeiro salientou que “tudo isto é causa e efeito deste clima económico que se vive, que tem no Turismo uma alavanca importante, mas que não tem apenas a ver com o crescimento deste setor”.

Nesse sentido, sublinhou que a criação de riqueza, segundo dados do INE, em 2017, ultrapassou, pela primeira vez, a barreira dos 4.000 milhões de euros nos Açores, enquanto, na Terceira, os dados mais recentes indicam que o PIB atingiu já um montante superior aos valores registados antes da crise.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo alertou, porém, para a necessidade de se ter cautela para não menosprezar o clima de confiança que se vive na Região, tendo sempre a consciência de que continuam existir desafios que necessitam de ser ultrapassados quanto à consolidação deste processo de crescimento.

“Não podemos cair no erro de menosprezar os sinais claros e efetivos de recuperação de económica, de criação de emprego e de melhoria da situação da Região, mas também não podemos, pura e simplesmente, cruzar os braços e pensar que tudo está resolvido”, disse.

Adiantou, por outro lado, que o Vip Zenite Hotel se integra na estratégia definida de apoio ao investimento privado nesta área, uma vez que é qualificador do ponto de vista turístico, permitindo reforçar a capacidade que a cidade de Angra do Heroísmo e a ilha Terceira oferecem do ponto de vista do alojamento turístico.

Este investimento de cerca de 6,5 milhões de euros vai permitir recuperar um solar século XVIII, contribuindo para a requalificação urbana, um projeto que o Governo dos Açores declarou como Projeto de Interesse Regional (PIR), sendo, aliás, um dos seis projetos que já foram reconhecidos na Terceira, totalizando um montante superior a 37,5 milhões de euros de investimento.

 

“Ao nível da Região, estamos a falar de 20 projetos PIR, no valor de mais de 83 milhões de euros, dos quais resultará a criação de mais 340 postos de trabalho”, destacou o Presidente do Governo.

No primeiro dia desta visita à Terceira, Vasco Cordeiro visitou também a empreitada de proteção, consolidação e valorização da Baía do Fanal, em Angra do Heroísmo, assim como o local da futura construção do parque de estacionamento da zona balnear da Silveira.

Na ocasião, Vasco cordeiro adiantou aos jornalistas que esta é uma intervenção na Baía do Fanal que conjuga várias entidades, como é o caso da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e da Direção Regional dos Assuntos do Mar.

Esta é uma das várias intervenções que o Governo dos Açores está a desenvolver em várias ilhas da Região de proteção da orla costeira, incluindo a obra que está a decorrer em Rabo de Peixe, num valor superior a 3,3 milhões de euros.

“Por toda a Região, estamos a falar de 22 empreitadas com este objetivo, num valor que se aproxima dos 14 milhões de euros de investimento”, destacou o Presidente do Governo.

 

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta