Ultimas
Home / Destaque / Há falta de psicólogos em São Jorge para combater elevada taxa de suicídio (c/áudio)
Há falta de psicólogos em São Jorge para combater elevada taxa de suicídio (c/áudio)

Há falta de psicólogos em São Jorge para combater elevada taxa de suicídio (c/áudio)

Faltam psicólogos em São Jorge para fazer face à problemática do suicídio. O alerta vem da presidente da Delegação Regional da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Maria da Luz Melo esteve em São Jorge sexta e sábado onde reuniu com algumas instituições da ilha e também com os psicólogos a exercer em S.Jorge.

São Jorge é uma das ilhas que apresenta números bastante preocupantes em relação a casos de morte por suicídio. Números esses que contribuem em muito para a elevada taxa de suicídio que continua a assolar a região.

Para Maria da Luz Melo faltam psicólogos na ilha para ajudar a combater esta problemática.

Para a presidente da Delegação Regional da ordem dos psicólogos, nestes casos a intervenção destes profissionais deve ser feita a nível da prevenção primária.

Uma intervenção que, segundo a psicóloga, deve começar já mesmo no ensino pré-escolar de forma a prevenir precocemente esta problemática, aliando sempre a saúde à educação.

Maria da Luz Melo destacou o trabalho desenvolvido pelos psicólogos a trabalhar em São Jorge a nível das escolas, registando mesmo assim que a este nível também há falta de profissionais para lidar com as diferentes faixas etárias.

A presidente da Delegação Regional da Ordem dos Psicólogos Portugueses fez ainda um balanço positivo desta visita à ilha de São Jorge, onde reuniu com as direções de algumas instituições, nomeadamente a Unidade de Saúde de Ilha, a Escola Básica e Secundária das Velas e com a Escola Profissional.

Liliana Andrade/RL Açores

Imagem: ©Direitos Reservados

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top