Home / Destaque / Queijo Canada remonta às origens – Uma queijaria onde o tradicional modo de confeção não se perdeu (Reportagem c/áudio)
Queijo Canada remonta às origens – Uma queijaria onde o tradicional modo de confeção não se perdeu (Reportagem c/áudio)

Queijo Canada remonta às origens – Uma queijaria onde o tradicional modo de confeção não se perdeu (Reportagem c/áudio)

A RL Açores foi conhecer a exploração agrícola de Manuel Silveira e acompanhar a confeção do conhecido Queijo Canada. A Queijaria Canada, da qual Manuel é proprietário, mantém ainda o modo tradicional de confecionar o queijo que é feito apenas com o leite das vacas de Manuel, um queijo que remonta às origens e que exclui todos os produtos “artificiais”.

Para ouvir a reportagem basta clicar no “play” e ficar a conhecer mais sobre a Queijaria Canada.

1000 litros é a quantidade de leite diária que as 55 vacas da lavoura de Manuel Silveira dão.

Ordenhadas duas vezes ao dia por João Paulo Silveira, filho de Manuel, estas vacas até já sabem o caminho do pasto até à casa de ordenha. Basta abrir os portões e lá vêm elas.

Entram apenas oito vacas de cada vez para a casa de ordenha. Um processo simples, atesta João Paulo.

E as vacas são mesmo especiais, ora não é que se ouvirem música durante o processo de ordenha ficam mais relaxadas?!

Ora e daqui para onde é que vai todo este leite? Para a queijaria do Sr Manuel, pois claro.

E no dia seguinte cá estamos nós, basta abrir a porta da Queijaria Canada e já cá está o Sr Manuel Silveira e a sua esposa Graça Silveira, proprietários da queijaria, que estão cá desde as 6h da manhã.

O queijo Canada é produzido em São Jorge, mais precisamente na freguesia de Santo Amaro.

E todo este queijo é feito com o leite das vacas de Manuel Silveira. Um queijo que remonta às origens, como conta Manuel.

Após receber o leite da manhã que é adicionado ao leite da noite inicia-se o processo de fazer o queijo.

Passando por todos os passos, chegamos ao armazém. E são muitos os queijos que estão lá, mas não por problemas de escoamento, estes cerca de 1400 queijos estão em processo de cura.

É aqui também que se raspa o queijo que está pronto a ser embalado.

Queijo raspado, agora é só tratar dos procedimentos finais.

E aqui em São Jorge a crise do setor leiteiro parece até estar a passar ao lado, porque o negócio da queijaria Canada vai de vento em popa e Manuel Silveira tem a explicação para esta exceção à regra.

Por dia a queijaria Canada produz cerca de 35 queijos, um queijo confecionado da forma mais tradicional possível e que chega também aos mercados mais tradicionais. Queijo este produzido numa ilha em que a crise que assola o setor leiteiro, por via, por exemplo do fim das quotas leiteiras, prece não dar grande prejuízo a este setor em São Jorge.

Liliana Andrade/RL Açores

Imagens: ©DR

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top