Vasco Cordeiro anuncia reforço de cerca de 20% nas verbas para a Solidariedade Social em 2016

O Presidente do Governo anunciou sexta-feira que a proposta de Plano de Investimentos para 2016 prevê um reforço de verbas de mais de 20 por cento para a área da Solidariedade Social, no âmbito da prioridade do apoio aos Açorianos que se encontram em situação de maior fragilidade.

“Mais do que percentagens, estamos a falar de respostas que são dadas às Açorianas e aos Açorianos”, frisou Vasco Cordeiro, que falava na cerimónia de lançamento da primeira pedra da construção do Centro de Dia e Ludoteca da Casa do Povo da Maia, que conta com um financiamento público superior a 1,5 milhões de euros.

Vasco Cordeiro adiantou que a área da Solidariedade Social terá, assim, uma dotação de quase 57 milhões de euros no próximo ano, dos quais 7,5 milhões dedicados em exclusivo para a Infância e Juventude.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro recordou que, “neste período de turbulência, o Governo dos Açores, até ao limite das suas competências e dos seus recursos, tudo tem feito para que essa turbulência afete o menos possível os Açorianos”.

“Nós, nos Açores, também fomos afetados por toda esta situação que se vive, mas fomos menos afetados aqui porque foram criadas e mantidas medidas que permitiram que os Açorianos ultrapassem, com menor dificuldade do que, por exemplo, no continente, este período”, assegurou.

No lançamento da primeira pedra do futuro Centro de Dia e Ludoteca, Vasco Cordeiro salientou que este investimento constitui “mais um passo no percurso que temos feito e que pode ser aferido pelas taxas de cobertura atingidas nos Açores num conjunto significativo de respostas sociais, e que já ultrapassam os padrões estabelecidos internacionalmente, nomeadamente ao nível das valências de creche, de centros de atividades ocupacionais e de lar para pessoas portadoras de deficiência”.

O Presidente do Governo anunciou, na sua intervenção, que, conforme o calendário da Carta Regional das Obras Públicas, vai avançar a construção de mais três centros de dia nas ilhas do Faial (Flamengos), São Miguel (Bretanha) e Terceira (Doze Ribeiras).

“Trata-se de um investimento global superior a três milhões de euros que arrancará já no início de 2016 e que criará mais de 60 de novas vagas nesta valência específica de centros de dia, a somar às mais de 400 vagas já existentes por toda a nossa Região”, afirmou.

Vasco Cordeiro anunciou ainda que o Governo tem previsto avançar, no próximo ano, com a construção de centros intergeracionais nas freguesias de Ponta Garça e Arrifes, em São Miguel, áreas de densidade populacional que justificam estes investimentos, dando, assim, resposta às necessidades que se sentem nesta área.

O Presidente do Governo recordou também que a construção do Centro de Dia e da Ludoteca na Maia não é o único empreendimento promovido ou apoiado pelo Governo dos Açores no concelho da Ribeira Grande, que tem recebido investimentos de grande monta em várias áreas desde que este Executivo entrou em funções.

“Desde o final de 2012, a Ribeira Grande já recebeu investimentos que totalizam cerca de 60 milhões de euros, entre os quais a nova escola Gaspar Frutuoso, que está em construção, o novo Porto de Rabo de Peixe, o Pavilhão de Exposições de São Miguel e o Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, assim como várias outras obras de cariz social”, realçou.

“A área social assume, desde o primeiro momento, uma prioridade acrescida deste Governo, que tem a noção clara que a construção e o reforço desta rede de apoio social que diariamente serve milhares de Açorianos, só é possível porque resulta de uma parceria com centenas de instituições particulares das nove ilhas da nossa Região”, frisou Vasco Cordeiro.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta