Reaberta a navegação, sem restrições, no Porto das Velas

Na sequência da passagem de ondulações com altura e energia anormais, decorrentes do trânsito pelo arquipélago dos Açores da depressão ‘Kyllian’, que atingiu variadas infraestruturas portuárias viradas aos quadrantes de Sul do Grupo Central, foi especialmente afetado o Porto da vila de Velas, na ilha de São Jorge, onde ocorreram galgamentos do molhe-cortina e do cais, provocando o arrastamento para o mar de quatro contentores que se encontravam estacionados em terrapleno, dois dos quais viriam a afundar-se na baía local.

A Portos dos Açores, S.A. iniciou, de imediato, a avaliação da extensão dos estragos verificados, tendo promovido mergulhos e outras diligências, o que resultou que ainda no dia de domingo tivesse sido possível recuperar para terra um contentor frigorífico, que havia sido deslocado, à superfície do mar, até à entrada da Marina de Velas.

Entretanto, no dia de segunda-feira a administração portuária promoveu, com recurso à lancha de pilotos “João Vaz Corte-Real”, trabalhos de sondagem com equipamento próprios, com vista a apurar a localização exata dos contentores afundados, tarefa que foi concluída, com sucesso, na tarde de ontem.

Mesmo assim, por precaução e considerando a necessidade de garantir a segurança da navegação de embarcações e navios e para salvaguardar a vida humana, foi mantido, desde domingo, o condicionamento de acesso àquele porto, determinado pela Autoridade Marítima.

Já na manhã desta terça-feira, tendo em conta a acentuada melhoria das condições de mar, foi confirmada, através de contato visual estabelecido com recurso a mergulhos subaquáticos, a posição daqueles dois contentores no fundo da baía das Velas, em localizações e profundidades que não afetam minimamente as operações de tráfego de navios.

Em consequência, já foi reaberta à navegação, sem restrições, pela Autoridade Marítima, o Porto de Velas, na ilha de São Jorge.

A empresa pública Portos dos Açores, S.A. irá prosseguir, no imediato, com todas as diligências no sentido remover do mar os dois contentores afundados, bem como um terceiro contentor que se encontra estabilizado no enrocamento exterior do molhe de proteção da Marina de Velas.

A Portos dos Açores, S.A. reafirma o seu empenho em que a operação marítima, nos espaços sob sua jurisdição, se faça com respeito pelas condições de total segurança para pessoas e bens e releva o empenho conjugado das diferentes entidades que permitiu a ultrapassagem, com notória rapidez, da situação de constrangimentos à entrada e saída de navios no Porto de Velas, constrangimentos agora já totalmente abolidos.

 

 

 

 

GI Portos dos Açores/RL Açores

Fotografia: ©Mark Marques|Info-Fajãs

Deixe uma resposta