“As Autonomias são uma história de sucesso do Portugal democrático, afirma Vasco Cordeiro

Vasco Cordeiro reafirmou confiança no governo de António Costa, salientando o que espera do XXI Congresso Nacional do Partido Socialista: “É esta força, esta ambição, este sentido de dever e este sentido de futuro que nos deve animar não apenas neste congresso, mas sobretudo nos desafios que diariamente são colocados à nossa frente”, declarou Vasco Cordeiro, hoje na Feira Internacional de Lisboa.

Aos congressistas, entre os quais estão 185 da Região, o Presidente do PS/Açores disse que o governo do Partido Socialista deve continuar a dar provas de ser diferente, de cumprir com o que se compromete. “Um governo que tem um sentido de futuro para o nosso país, um governo que tem um sentido prático e concreto de restabelecer a confiança e a esperança em Portugal”, realçou Vasco Cordeiro.

No ano da comemoração dos 40 anos da consagração das Autonomias, na Constituição da República Portuguesa, o líder dos socialistas açorianos considerou as Autonomias Regionais dos Açores e da Madeira como “uma das grandes histórias de sucesso do Portugal democrático”, lembrando que “o Partido Socialista tem no seu património de políticas, exatamente este modelo e esta resposta para aqueles que são os anseios dos Açorianos e dos Madeirenses”. “Assim foi no passado, assim é no presente e acredito que assim continuará a ser no futuro”, acrescentou.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro frisou a criação e o aumento dos apoios sociais, sobretudo em benefício dos idosos, das crianças e jovens, para depois partilhar com os congressistas de que “é possível ter políticas que se dirigem à proteção e ao apoio dos setores mais fragilizados da nossa sociedade e, ao mesmo tempo, ter políticas que conseguem manter a saúde e a boa gestão das finanças públicas”. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística, referentes a 2015, a dívida pública da Região Autónoma dos Açores representa cerca de 38 por cento do PIB e o défice, 0,02 por cento.

Perante os congressistas, o Presidente do PS/Açores chamou a atenção para os desafios que os setores tradicionais da economia dos Açores enfrentam, mas realçou também as oportunidades, dando o exemplo das energias renováveis, do mar ou da posição geoestratégica do arquipélago.

No XXI Congresso Nacional do Partido Socialista, Vasco Cordeiro quis sobretudo dar a conhecer as razões pelas quais o Partido Socialista se apresenta às eleições regionais no próximo mês de outubro: “É com a confiança do trabalho que fez, com a confiança dos resultados que alcançou e com a esperança no mérito do projeto de futuro que o PS se apresenta aos Açores e aos Açorianos”, anunciou o líder socialista.

O líder do PS/Açores quer vencer os desafios do futuro, defendendo a Autonomia, em diálogo, em solidariedade e com o governo de António Costa. Contudo, Vasco Cordeiro apontou para uma tripla responsabilidade do PS, considerando que “este congresso também deve dar resposta, deve assumir”.

O Presidente do PS/Açores disse que em primeiro lugar está “a responsabilidade para com os portugueses, de cumprir com aquilo a que nos comprometemos, de restabelecer a confiança num governo”.

Em segundo lugar, defendeu uma responsabilidade para com o próprio Partido Socialista. “Temos de nos manter fiéis aos nossos princípios e aos nossos valores, dando provas que, mesmo num quadro particularmente desafiante, temos a capacidade de diálogo e de entendimento que fazem com que estes valores e com que estes princípios sejam, não obstáculos, mas sejam a grande força transformadora deste projeto que estamos a implementar no nosso país”.

Por último, e lembrando as recentes declarações do Presidente da Comissão Europeia quando, a propósito da aplicação ou não de sanções, Vasco Cordeiro referiu uma responsabilidade para com a Europa. “O Partido Socialista tem também a responsabilidade de lutar para que esta Europa em que vivemos, não continue a trilhar os mesmos caminhos de erros, não continue a trilhar os mesmos caminhos de desvios em relação aquele que foi o projeto inicial”, desafiou o Presidente do PS/Açores no XXI Congresso Nacional do Partido Socialista que decorre, até este domingo, em Lisboa.

GI PS Açores/RL Açores

Deixe uma resposta