Governo dos Açores financia aquisição de equipamentos e novas tecnologias para cidadãos com necessidades especiais

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia afirmou hoje, na Madalena, na ilha do Pico, que o Governo dos Açores quer “assegurar a todos os cidadãos uma base comum de acesso à informação e ao conhecimento”, não considerando a deficiência como uma fatalidade impossível de combater.

Fausto Brito e Abreu falava durante uma visita ao Centro de Atividades Ocupacionais para Pessoas com Deficiência da Santa Casa da Misericórdia, onde anunciou a abertura de um concurso para apoiar instituições particulares sem fins lucrativos e escolas públicas da Região na aquisição de equipamentos e de software na área das tecnologias da informação e comunicação para pessoas com deficiência.

O concurso lançado hoje, no âmbito do programa PRO-SCIENTIA, tem previsto um investimento total de 150 mil euros, o triplo do valor do concurso do ano passado, e passou a abranger instituições particulares sem fins lucrativos que tenham como finalidade estatutária o apoio a cidadãos com deficiência.

“As tecnologias da informação e comunicação podem melhorar a qualidade de vida dos cidadãos com deficiência, esbatendo diferenças e facilitando a sua integração na sociedade, na escola ou no local de trabalho”, defendeu Brito e Abreu, frisando que “o Governo dos Açores preocupa-se, especialmente, em promover vias de inclusão”.

“Queremos que as pessoas que estão de alguma forma limitadas encontrem nas tecnologias respostas para essas limitações e que os nossos apoios contribuam também para a sua autonomia e emancipação”, acrescentou.

O Secretário Regional da Ciência e Tecnologia defendeu ainda que “é preciso garantir que os jovens com necessidades especiais têm as melhores condições possíveis para se integrarem na sociedade”, sublinhando o “papel fundamental” dos equipamentos informáticos adaptados para a autonomia dos jovens com deficiência.

Os 150 mil euros disponíveis no âmbito deste concurso destinam-se a instituições particulares sem fins lucrativos e a escolas públicas da Região, tendo em vista a aquisição de equipamentos informáticos, nomeadamente computadores portáteis e de secretária, tablets, periféricos adaptados e software específico para cidadãos com deficiências motoras, mentais, visuais, auditivas ou com multideficiência.

As candidaturas a estes apoios do Governo Regional decorrem até 24 de março, através do endereço eletrónico http://idia.azores.gov.pt.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta