Governo dos Açores investe 3,1 ME nas novas instalações do Museu Francisco de Lacerda, em S. Jorge

O Governo dos Açores, através da Secretaria Regional da Educação e Cultura, autorizou a abertura de um concurso público para a adjudicação da empreitada de adaptação da antiga Fábrica de Conservas Marie d’Anjou a Museu Francisco de Lacerda, na vila da Calheta, em S. Jorge.

A Resolução do Executivo açoriano, hoje publicada em Jornal Oficial, determina um preço base para este procedimento de 3,1 milhões de euros e um prazo de execução de 450 dias.

A adaptação da antiga Fábrica de Conservas Marie D’Anjou, que chegou a atingir em termos regionais e, em particular, locais uma assinalável relevância, para acolher o Museu Francisco de Lacerda possibilita, de acordo com esta Resolução, a recuperação do património construído, adaptando-o a uma nova função.

O novo espaço museológico a implementar no edifício industrial da antiga fábrica de conservas, situado em frente ao Porto da Calheta, tem igualmente a intenção de se associar à requalificação imobiliária da vila da Calheta.

Este empreendimento, que se desenvolverá por três núcleos relacionados com a ilha, a música e a indústria conserveira, procurará dar resposta às crescentes necessidades de reformulação e redimensionamento do espaço físico do Museu Francisco de Lacerda.

As atuais instalações debatem-se com a exiguidade de espaços e outros fatores que condicionam a conservação do acervo existente, mas também a aquisição de novo espólio e a capacidade de captação de diferentes públicos, através do Serviço Educativo e de iniciativas culturais.

Este empreendimento, que terá como ponto alto a música, está contemplado na Carta Regional de Obras Públicas e no Plano de Investimentos da Região para 2015.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta