Home / Açores / Orçamento de Estado corrige injustiças e ajuda os Açores a enfrentarem desafios, afirma Vasco Cordeiro
Orçamento de Estado corrige injustiças e ajuda os Açores a enfrentarem desafios, afirma Vasco Cordeiro

Orçamento de Estado corrige injustiças e ajuda os Açores a enfrentarem desafios, afirma Vasco Cordeiro

O Presidente do Governo afirmou que o Orçamento de Estado para 2016, hoje aprovado na Assembleia da República, é bom para os Açores porque corrige injustiças e ajuda os Açorianos a enfrentarem desafios com que estão confrontados em várias áreas.

“É um Orçamento de Estado que coloca, novamente, no bom caminho o relacionamento entre a Região e a República, do ponto de vista da assunção das responsabilidades, por parte da República, em relação a várias matérias”, salientou Vasco Cordeiro.

O Presidente do Governo falava aos jornalistas, na Horta, no dia em que a Assembleia da República aprovou o Orçamento do Estado para 2016, com os votos favoráveis do PS, BE, PCP e PEV, a abstenção do PAN e os votos contra do PSD e do CDS-PP.

A aprovação do Orçamento de Estado é, segundo Vasco Cordeiro, um momento de grande significado político para os Açores, porque repõe a justiça em diversas matérias, como são os casos do relacionamento financeiro entre o Serviço Nacional de Saúde e o Serviço Regional de Saúde, e dos trabalhadores dos matadouros da Região, que passam a dispor de um regime que tem em conta, no âmbito da sua aposentação, as especiais circunstâncias em que desenvolvem a sua atividade.

“Há outras matérias que relevam do ponto de vista prático, caso da isenção em 50 por cento das contribuições para a Segurança Social por parte dos produtores de leite, as questões relativas ao Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira e, também, a instalação da rede de radares meteorológicos nos Açores”, esta última proposta apresentada pelo CDS/PP, afirmou o Presidente do Governo.

“É injustificado que os deputados do PSD eleitos pelos Açores – sendo que os do PS votaram a favor – não tenham apoiado estas propostas de alterações e este Orçamento”, frisou Vasco Cordeiro.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top