Após o lançamento oficial do programa, em outubro do ano passado, o TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira, a Direção Regional da Ciência e Tecnologia e a BGI – Building Global Innovators anunciam a abertura das candidaturas para o programa “Azores Accel”, que irá acelerar e capacitar empresas e startups de base científica e tecnológica, nos setores Agroalimentar e da Bio-Economia.

De julho a novembro de 2021, os participantes terão acesso a um ecossistema ideal para a testagem e implementação de projetos-piloto nos Açores. As candidaturas ao programa abrem dia 15 de abril e os empreendedores interessados poderão inscrever-se até o final do mês de maio.

Com o objetivo de introduzir novas soluções e conhecimentos nos campos e promover os recursos endógenos da região, o novo programa de aceleração açoriano irá promover talento e conhecimento, apoiando os empreendedores no desenvolvimento de pilotos, ganho de mercado e na procura de investimento.

Esta iniciativa será promovida dos Açores para o Mundo e do Mundo para os Açores, destinando-se a startups, PMEs, universidades e especialistas de diferentes setores do ecossistema de inovação pertencentes a dois grupos: empresários locais com o objetivo de internacionalizar os “negócios tradicionais” e fundadores internacionais que se queiram localizar nos Açores. Para que tal seja possível, será proporcionado um ecossistema único e favorável, no qual as empresas constituídas nos Açores poderão beneficiar de regimes fiscais regionais especiais: IRC 20% inferior e IRS até 30% inferior.

Os candidatos selecionados terão acesso a um amplo leque de atividades técnicas e práticas de apoio ao negócio, incluindo dois Bootcamps. O primeiro Bootcamp será realizado em julho, na ilha Terceira, e terá uma duração de 5 dias. O segundo terá lugar em Lisboa no mês de outubro.

Para além disso, as equipas participantes contarão com sessões de mentoria personalizadas, através de um programa híbrido (in loco e online) que decorrerá de julho a setembro de 2021. Nestas sessões, os inovadores receberão apoio nos seguintes temas: validação do modelo de negócio; preparação do piloto ou da prova de conceito; desenvolvimento das estratégias de marketing e vendas; criação/aperfeiçoamento do plano de investimento e transferência de novas tecnologias para o mercado global.

Ainda, durante todo o programa, os participantes terão acesso à rede TERINOV e BGI, através da qual poderão desenvolver parcerias corporativas comerciais e de investimento que transcendem barreiras geográficas.

Graças à estreita relação da BGI – spin-out do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) – com os Estados Unidos, os empreendedores terão portas abertas para mercados internacionais e acesso desbloqueado a clientes globais.

Para André Glória, cofundador e CTO da Genviot, um dos principais benefícios de trabalhar com a BGI foi o acesso à sua rede de contactos. “As reuniões com os mentores estão a ser fenomenais e o networking e a troca de conhecimento são uma das principais coisas que estamos a realizar” – conta o ex-participante do BGI Accelerator.

As candidaturas ao programa Azores Accel deverão ser realizadas a partir da plataforma F6S, até o dia 31 de maio de 2021.

Imagem: TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira

TERINOV/RL Açores

Deixe uma resposta