Presidente do Governo anuncia reforço de oito por cento no Plano de Investimentos para 2016

O Presidente do Governo dos Açores anunciou esta quarta-feira, em Ponta Delgada, um reforço de oito por cento do Plano Regional para o próximo ano, que terá um montante global de investimento público superior a 780 milhões de euros.

Vasco Cordeiro, em declarações após a reunião do Conselho Regional de Concertação Estratégica onde foram apresentadas aos parceiros sociais as antepropostas de Plano e Orçamento para 2016, salientou o aumento de verbas previstas para as áreas da Solidariedade Social (20 por cento), da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural (17 por cento), das Pescas e Aquicultura (14 por cento), da Educação e Cultura (11 por cento), do Desenvolvimento do Turismo (07 por cento) e da Ciência (22 por cento).

“Este documento tem como um dos objetivos centrais o aumento da empregabilidade dos Açorianos, que continua a ser uma aposta forte do Governo, quer através da criação de condições para a economia privada gerar postos de trabalho, quer através do reforço das qualificações dos Açorianos”, afirmou Vasco Cordeiro.

Outro objetivo estratégico desta proposta de Plano de Investimentos, segundo o Presidente do Governo, tem a ver com a inclusão social.

“Nós continuamos e queremos ainda, em 2016, ter uma atenção muito particular em relação às medidas e aos investimentos que, no fundo, acabam por contribuir para uma maior inclusão social na sociedade”, frisou, salientando ainda a aposta na coesão territorial e na identidade regional.

Em declarações aos jornalistas, Vasco Cordeiro disse que esta proposta de Plano é a última da atual legislatura e que, se é verdade que se trata de um documento anual, é também verdade que permite um olhar em relação ao percurso feito nos três anos anteriores.

“Não tenho dúvidas em considerar que este foi um percurso particularmente exigente para as famílias e para as empresas dos Açores”, considerou Vasco Cordeiro, que realçou que, atualmente, é também “possível constatar que o rumo e a estratégia que foi prosseguida produziu resultados em benefício das famílias e das empresas”.

“Recordo que, ao nível do desemprego, hoje temos uma taxa de 11,3 por cento, mais baixa do que a que existia quando este Governo tomou posse e significativamente mais baixa que o máximo que se atingiu durante esta legislatura, que foi de 18 por cento”, frisou.

“Atualmente, há mais Açorianos com emprego, mais incentivos públicos a investimentos privados, no fundo, uma situação diferente da que existia em 2012, mas isso não nos pode desviar de questões que continuam a merecer a nossa atenção e a nossa prioridade”, salientou Vasco Cordeiro.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta