Sérgio Ávila afirma que posição do SINTAP “não traz nenhuma novidade”

O Vice-Presidente do Governo dos Açores afirmou esta terça-feira que a posição divulgada pelo SINTAP relativamente à ADSE “não traz nenhuma novidade”, considerando ser “extraordinário” que as críticas venham de um dirigente sindical que “fez exatamente o mesmo” quando era Diretor Regional da Segurança Social de um Governo social-democrata.

“Há 39 anos que o procedimento é exatamente o mesmo e o extraordinário é que um dirigente sindical critique agora um procedimento que ele próprio fez, enquanto foi Diretor Regional da Segurança Social de um Governo do PSD”, afirmou Sérgio Ávila, recordando que está em causa um protocolo assinado entre o Governo Regional e o Governo da República, a 1 de maio de 77, ou seja, há 39 anos.

Sérgio Ávila, que reagia a declarações de Francisco Pimentel, do SINTAP Açores, sobre verbas da ADSE, frisou que, “ao contrário do que se tenta dizer, não se trata de processamentos da Segurança Social”, acrescentando que o agora dirigente sindical “enquanto Diretor Regional processou vencimentos de funcionários públicos da sua Direção Regional com os descontos da ADSE da mesma forma que é feita até hoje”.

“O mais importante é dizermos claramente que o que pretendemos é que os funcionários públicos da Região continuem a ter direito a que as comparticipações dos seus atos clínicos e as suas despesas de saúde sejam analisadas, processadas e pagas na Região e o que parece que este sindicato pretende é, contra a vontade dos funcionários públicos, que os funcionários públicos tenham que mandar as suas despesas de saúde para o continente, para serem analisadas no continente, para serem processadas no continente, para serem pagas no continente, perdendo uma relação direta de proximidade entre o funcionário e a própria administração e isto não faz qualquer sentido e é contra os interesses dos próprios funcionários”, afirmou o Vice-Presidente do Governo dos Açores.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta