Acidente a bordo do Gilberto Mariano na ligação Angra-Calheta faz dois feridos ligeiros (c/áudio)

Na tarde desta terça-feira, 4 de agosto, na viagem da Linha Lilás entre Angra do Heroísmo e a
Calheta, operada com o navio Gilberto Mariano, a tampa de uma das caixas de transporte de coletes salva vidas soltou-se e atingiu dois passageiros.

De acordo com um comunicado da Transmaçor, estes foram de imediato assistidos pela tripulação, que prestou primeiros socorros, tendo depois desembarcado na Calheta, de onde seguiram para o Centro de Saúde, para receberem cuidados médicos.

Um dos passageiros sofreu um corte no sobrolho, tendo sido suturado, e o outro sofreu lesões musculares na zona do ombro e do pescoço. Tratando-se de ferimentos ligeiros, não houve necessidade de prolongar a assistência médica durante a noite.

Segundo o mesmo comunicado enviado à imprensa, o vento que se fazia sentir na altura poderá ter estado na origem desta ocorrência. No entanto, uma vez que estas caixas estão, como é obrigatório, numa zona de acesso ao público, também se admite a possibilidade de ter sido algum passageiro a soltar involuntariamente o fecho da tampa da caixa. Tratam-se de fechos de abertura muito fácil, uma vez que, por questões de segurança, a caixa deverá ser facilmente aberta numa situação de emergência.

Após verificar que o fecho se encontrava em perfeitas condições, assim como os das restantes caixas de coletes salva-vidas a bordo dos dois ferries, a Transmaçor, com a colaboração da Autoridade Marítima, já tomou medidas no sentido de evitar que situações como esta se repitam, concretamente foram colocadas argolas de segurança nos fechos.

Adicionalmente serão ainda colocados cabos nas tampas que ficarão presos nos varandins dos navios a fim de evitar a projeção das mesmas na eventualidade de os fechos se abrirem.

Estas medidas reforçam a segurança sem pôr em causa a abertura rápida das caixas numa situação de emergência.

GI Transmaçor/RL Açores

Deixe uma resposta