Açores passam de estado de alerta para contingência devido ao Covid-19

Vasco Cordeiro anunciou esta sexta-feira o estado de contingência nos Açores e a criação de uma linha telefónica para dúvidas que não sejam dúvidas de saúde.

O presidente do Governo dos Açores anunciou esta sexta-feira o estado de contingência no arquipélago na sequência da pandemia da Covid-19, pedindo ainda o “reforço efetivo da fiscalização” no continente dos passageiros que embarcam para o arquipélago.

Nos Açores não há qualquer caso confirmado de infeção pelo novo coronavírus, registando-se apenas um caso suspeito, referiu Vasco Cordeiro.

A elevação para o estado de contingência é feito nos termos do regime jurídico do sistema de Proteção Civil dos Açores e este estado ficará vigente até 31 de março, “não sendo de excluir” a sua prorrogação ou passagem “à fase seguinte prevista nesse documento”, referiu Vasco Cordeiro em conferência de imprensa, em Ponta Delgada.

A Lei de Base de Proteção Civil prevê vários níveis de intervenção, designadamente o estado de alerta, estado de contingência e estado de calamidade.

Por outro lado, o Governo dos Açores solicita ao Governo da República um “reforço efetivo da fiscalização, nos aeroportos nacionais de origem, dos passageiros que embarcam” para os Açores, “em especial quanto ao cumprimento, por estes, das orientações de saúde pública dos seus locais de origem”.

Na quarta-feira, Vasco Cordeiro havia anunciado o encerramento, na próxima segunda-feira, das escolas da região, e a interdição de diversos equipamentos públicos e privados, nomeadamente cinemas, ginásios e espaços naturais da região como as piscinas termais.

As várias autarquias açorianas e os espaços culturais têm também cancelado diversas atividades e espetáculos.

NM/RL Açores 

Deixe uma resposta