Artur Lima defende: Dinheiro a “esbanjar” em novos navios devem reverter em infraestruturas essenciais à economia açoriana

O Presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP Açores, Artur Lima, afirmou, esta terça-feira, que se o CDS-PP decidisse prescindiria do “esbanjamento de quase 100 milhões de euros” para mandar construir novos navios ferries para os Açores, porque esse dinheiro “faz muito mais falta investido em infraestruturas essenciais ao desenvolvimento da economia dos Açores”, dando como exemplo o melhoramento do Porto de Ponta Delgada.

À saída de uma reunião de trabalho com a direção da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada (cujo Presidente desempenha também funções na liderança da Câmara de Comércio e Indústria dos Açores), o Líder Parlamentar popular apontou ainda a urgência de investir nos Açores para transformá-los “num centro de investigação científica de excelência no âmbito da economia do mar”.

Os Deputados Regionais do CDS, que estão em São Miguel a realizar as suas XI Jornadas Parlamentares da presente Legislatura, precisamente dedicadas “à Economia dos Açores”, ouviram as preocupações dos empresários que foram também manifestadas a Assunção Cristas, nova Presidente nacional do CDS, que está a acompanhar a jornada de trabalho dos parlamentares regionais.

Para Artur Lima é “imperativo” fazer-se um investimento de “melhoramento” do Porto de Ponta Delgada que tem um peso significativo na economia regional, defendendo que, em vez de se “esbanjar” em novos navios se “invistam em infraestruturas fundamentais para o desenvolvimento da economia dos Açores”.

Por outro lado, o Presidente do CDS-PP nas ilhas alertou para a necessidade de se transformar a Região “num centro de investigação científica de excelência no âmbito da economia do mar”, apostar na diversificação agrícola para garantir a auto-sustentabilidade alimentar e o abastecimento com produtos açorianos do setor do turismo (até “porque estamos perante o princípio do fim do ciclo da vaca”) e criticou a “estratégia errada dos Governos socialistas na definição dos investimentos públicos, que foram todos grandes e ao mesmo tempo, tendo levado à catástrofe no setor da construção civil”.

Já a Líder nacional democrata-cristã, Assunção Cristas, destacou o crescimento verificado no setor do turismo na Região, fruto da liberalização das rotas aéreas entre algumas ilhas e o exterior da Região, mas advertiu que “importa continuar a trabalhar no sentido de que estes efeitos positivos no turismo provocados pelo novo modelo de transporte aéreo sejam estendidos às outras ilhas”.

As Jornadas Parlamentares do CDS-PP Açores terminam esta quarta-feira (dia 6), no concelho da Ribeira Grande, em São Miguel, com os Deputados Regionais e a Líder nacional a visitarem empresas açorianas (Licores a Mulher de Capote – Eduardo Ferreira & Filhos e Salsicharia Ideal MJCM Lda, às 10h e às 11h30, respetivamente) e a reunirem com o Presidente da Federação Agrícola dos Açores, em Sant’Ana, pelas 15h30.

GI CDS-PP Açores/RL Açores

Deixe uma resposta