Entre valas, ribeiras e vegetação intensa, Passeio Open TT ilha de São Jorge foi um sucesso (c/áudio)

O São Jorge Automóvel Clube organizou na sexta-feira e no sábado o Open TT ilha de São Jorge.

Durante estes dois dias, dividido em três etapas, os 61 participantes percorreram alguns dos melhores troços da ilha para a prática de Todo o Terreno.

Um evento em que apenas as ilhas de Santa Maria, Corvo e Flores não se fizeram representar.

Eram 20h em ponto quando o primeiro carro partiu para a estada.

Os primeiros a iniciar o passeio open TT ilha de São Jorge foram Fábio Silva e Orlanda Dutra, da ilha do Pico.

Numa etapa noturna, que apesar de ainda ter começado de dia, a principal dificuldade foi mesmo o nevoeiro.

Neste primeiro dia de passeio os 61 participantes conseguiram chegar ao fim.

Já no segundo dia do passeio, no sábado, a dificuldade tanto para a categoria T1 como T2 aumentou.

Entre valas, ribeiras e vegetação intensa, mas já com o bom tempo a ajudar, a freguesia da Ribeira Seca foi palco de um dos troços mais complicados para o T1.

Já na categoria T2 e também num troço na Ribeira Seca, os participantes sentiram igualmente grandes dificuldades, com muitos a ficarem presos numa vala mesmo à saída daquele troço.er

Nestas alturas valeu o espírito de entreajuda tanto dos participantes como do próprio público que estava a assistir.

Entre encher a vala com pedras, puxar os jipes com recurso a cintas e a viaturas de espetadores ou dos próprios participantes, todos acabaram por sair, literalmente, do buraco.

A Graciosa foi uma das ilhas com maior participação neste evento. Destaque ainda paa o facto de esta ser a primeira vez que os amantes de TT desta ilha vieram a São Jorge a um evento deste género.

Participantes estes que protagonizaram vários momentos do grande espírito de entreajuda que existiu neste passeio. Carlos Picanço, da Graciosa, destacou exatamente isso.

Grandes elogios também para o potencial da ilha de São Jorge para este tipo de eventos, vindos de João Ferreira, participante da ilha do Pico.

Elogios estendidos ao São Jorge Automóvel Clube pela organização do passeio. Daniel Faustino, de São Jorge, e Marco Azevedo, da ilha do Faial, respetivamente, parabenizaram a organização.

Mas o melhor estava reservado para o fim, com o trial destinado à categoria T1.

O percurso super exigente deixou o público ao rubro e aumentou a adrenalina dos pilotos e até fez partir, literalmente, alguns carros.

Em quatro ou apenas em duas rodas, este trial promoveu um grande espetáculo para quem assistia à especial da Queimada.

E no final do passeio Open TT ilha de São Jorge, o balanço da organização não podia ser melhor, segundo Paulo Matos. Presidente do São Jorge Automóvel Clube.

Um evento que foi complicado de organizar mas que decorreu dentro do esperado.

No final, apurados todos os resultados de todas as etapas, na categoria T1 foi João Ferreira, da ilha do Pico a conquistar o 1º lugar, sendo que na categoria T2 foi Marco Azevedo, do Faial, a fazer o melhor tempo neste passeio.

Um evento que durante dois dias trouxe aos melhores caminhos de São Jorge para o TT 61 participantes, em que muitos saem da ilha com vontade de voltar.

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografia: ©Rui Silva

Deixe uma resposta