O Natal aos olhos de quem o passou muitos anos na Fajã de Santo Cristo (Reportagem c/áudio)

A Rádio Lumena foi recordar como se passava o Natal há alguns anos atrás na Fajã de Santo Cristo…se é certo que muitas coisas mudaram tendo em conta as vivências de cada tempo, há uma que se mantém – as amêijoas – que ainda hoje continuam a fazer parte da ementa de natal de quem vive na Fajã de Santo Cristo e por lá passa esta época.

Este ano Maria Elisabete Borges não passou a noite da consoada na Fajã de Santo Cristo como era hábito desde a sua juventude.

Mas mesmo assim recorda com saudade aqueles tempos em que tudo o que era posto na mesa da ceia de natal era produzido na própria Fajã.

Uma ementa que era diferente e em que o bacalhau era substituído pelas tão famosas amêijoas.

Uma época em até a iluminação era diferente naquela fajã, conta Maria Elisabete.

E como é tradição natal é época de união, um sentimento bem presente entre os poucos residentes daquela fajã jorgense onde alguns passam esta quadra.

Mas mudam-se os tempos, mudam-se as vivências… hoje em dia, para além da ementa, a maior diferença para quem passa o Natal na Fajã de Santo Cristo quando comparado com o passado é o facto de essas pessoas terem que se deslocar a uma das Vilas ou às freguesias mais próximas de modo a comprarem o que é necessário para a ceia de natal.

Atualmente a Fajã de Santo Cristo conta com 5 residentes permanentes. Maria Elisabete Borges não é uma dessas residentes, uma vez que nem sempre está na fajã, mas garante que este ano o seu natal não teve exatamente o mesmo sabor por não ser passado na tão emblemática Fajã de São Jorge onde a magia do Natal também chega.

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografia: ©Direitos Reservados


Deixe uma resposta