Conteúdos açorianos devem fazer parte do currículo regional, considera o PSD Açores

 

O PSD/Açores defendeu ontem a promoção do ensino de história, geografia e cultura dos Açores nas escolas do arquipélago, discordando da metodologia que o Governo Regional definiu, “de integrar essas temáticas e conteúdos no âmbito da gestão curricular não disciplinar de Cidadania”, disse o deputado Joaquim Machado.

“Defendemos que sejam ensinados nas escolas dos Açores os saberes da nossa terra. Da história à geografia, do clima à geologia, da literatura à fauna e à flora, das tradições à vulcanologia, da música à demografia ou à religiosidade. Somos sensíveis à sua inclusão no percurso formativo curricular dos nossos alunos”, frisou.

Durante a discussão de uma proposta apresentada pelo PPM, o social democrata sublinhou que “o Governo Regional vai optar por uma metodologia que substitui parte das referências curriculares da área não disciplinar de Cidadania, com prejuízo para uma formação integral dos nossos jovens”, avançou.

“Essa opção, apenas prova que o Governo Regional não deu a devida atenção às potencialidades do currículo regional, que permite a lecionação destas temáticas e conteúdos nas áreas disciplinares em que se integram”, acrescenta Joaquim Machado.

O social democrata apontou “virtudes que devem ser consideradas”, na proposta discutida, mas alerta para a necessidade “de haver uma formação contínua dos docentes, sobretudo nas áreas da história, da cultura e da geografia dos Açores, coisa que o Governo Regional incompreensivelmente descura. Mais do que isso, despreza”, criticou.

“Esta proposta teve ainda o mérito de comprovar, mais uma vez, que o Governo Regional não honra os compromissos assumidos, nem os encargos que o Parlamento lhe determina. Mas isso, há muito, que deixou de ser novidade”, concluiu o deputado.

GI PSD Açores/RL Açores

Deixe uma resposta